Viés da minha vida

Na ânsia de acabar com retalhos (impossível, sei, mas sou feliz na tentativa) decidi fazer pegas. 
Quis, ao mesmo tempo, usar a técnica da junção dos retalhos ao enchimento, que em inglês quer dizer "quilt as you go" e fazer o acabamento com viés. 
Cosi o viés com canto mitrado, algo que nunca tinha experimentado por medo e... a experiência foi tão gratificante na primeira pega que repeti o processo nas cinco que lhe seguiram. 
Gosto muito de coser à mão e por isso foi uma delícia fazer os pontinhos invisíveis do viés, no avesso das "tortinhas" - como carinhosamente apelidei. O único senão foi o tempo, demorei cerca de 1 hora com cada pega, mas vendo bem e parafraseando o "outro", qual é a pressa? 
Fiz ainda duas luvas que juntei a outras duas que já tinha feito - aqui - e com elas fiz conjuntos de "pega e luva" para oferecer. Antes, certifiquei-me se as presenteadas usavam estes mimos na cozinha. Qual não foi o meu espanto ao verificar que as candidatas dispensavam estas peças... e fiquei sem perceber como é que se governam quando têm de ir ao forno, ou quando têm de tirar as tampas dos tachos, ou quando têm de pousar recipientes quentes... 
Tudo bem, há mais quem queira!
Eu uso sempre uma pega e uma luva e, já agora, perdoem-me a "cusquice", e vocês? 

O desfile: três pares de "tortinhas" pela frente e pelo avesso, a cosedura do viés, e o último par de luvas!

Pezinhos de lã

Foi com pezinhos de lã que entrei no novo ano: 1, 2, 3, 4 pares de meias!
E ainda um vestido de croché para o saco da água quente que não dispenso ao deitar. A receita foi "inventada", fiz a olho, mas posso dar uma ajuda a quem quiser imitar o modelito.

Fronhas natalícias

Estão prontas as fronhas que vão encher de cor a noite mais luminosa do ano!
Um Feliz Natal repleto de bons e saborosos sonhos! Cuidado com as calorias, depois não digam que não vos avisei... (risos)

Retalhos para oferecer

Ao deparar-me com um inesperado vídeo, enquanto perdia tempo me inspirava no youtube, fiquei cheia de vontade de fazer umas luvas de cozinha. Digam lá que a senhora não é um amor? Obrigada, estou muito grata pela generosa partilha!
Instalei o caos na minha sala e de há oito dias para cá, não tenho feito outra coisa, ao serão, que não seja cortar e coser retalhos. Não gosto de costurar à noite, mas não tive outro remédio, tal foi o desassossego. Vou pagá-lo com os olhinhos e com as costinhas, ai isso vou! :(
Ontem, terminei o primeiro par, mas tenho outro em linha de produção e só darei por terminada a "empreitada" depois de emparelhar cada luva com sua pega (a fazer de retalhos, também).
Segue o desfile com um cheirinho (na última foto) da confusão da primeira noitada... 

Bruxinha e companhia

Nunca tinha bordado uma bruxa até ao dia em que o desenho de uma bruxinha me prendeu a atenção. Pensei na minha sobrinha de 7 anitos, fã do halloween e achei que essa bruxinha, numa fronha, lhe ficava mesmo bem!
Bem sei que o dia das bruxas já lá vai, mas tal como o Natal, o dia das bruxas é quando uma tia quiser.
Para o irmão de 4 anitos, fiz uma fronha com a barra colorida de amorosos bichinhos. 
Apesar de gostar mais de fazer fronhas com bordado, há alturas em que o tempo não chega para tudo e no auge da vontade e da inspiração faço, com igual satisfação, fronhas de divertidos paninhos! 

Casaco clássico

O casaco que hoje vos trago é um modelo clássico, simples, quente e muito confortável.
Falei dele aqui, mas faltava dizer que segui a receita a preceito, no tamanho S e que usei agulhas de 3,5 mm. Ah, e que comprei a receita com um desconto jeitoso (25%, acho) e que os botões em forma de pérola foram um achado no comércio local.
Está pronto há mais de um mês, mas além do tempo dos relógios, faltou-me o tempo climático para o desfilar. Ontem de manhã, numa quase corrida contra os dois tipos de tempo, consegui sair e aproveitar o sol para tirar as fotos. 
Usei o casaco com preto e com calças, mas também ficará bem com outras cores e peças - vestidos e saias - que povoam o meu armário.
Estava muito frio, fui de sobretudo e de meias de lã - eram as que melhor diziam. Mas... não estou satisfeita, acho que vou usar o resto da lã para fazer umas meias para combinarem "à maneira"!  Que me dizem?