segunda-feira, 25 de abril de 2016

Bolsito!

Para a Margarida que, hoje, está de parabéns: um bolsito (foi o que me ocorreu chamar-lhe) para guardar as suas preciosas agulhas de croché e de tricô (as das meias). Faz par com esta bolsita que já lhe tinha oferecido antes!

Bordado: A stitch in thyme - LHN







segunda-feira, 18 de abril de 2016

A volta ao mundo...

de balão, se faz favor! :)





domingo, 10 de abril de 2016

Pano-cru

Ao telefone:
Irmã: Precisava que me fizesses um paninho para pôr por cima do teclado da Rita e, já agora, para combinar, uns paninhos para as mesinhas de cabeceira.
Eu: Mas queres em patchwork?
Irmã: Sim, uma coisa simples, que não te dê muito trabalho e não precisa de ser com ponto cruz.
Eu: Hum... vou pensar... não tens pressa, pois não?
Irmã: Do paninho para por cima do teclado precisava mesmo, por causa do pó...
Eu: Tá bem, dá-me as medidas...
..............................................................................................................................
Acham mesmo que conseguia fazer um trabalho em patch que não levasse um apontamentozinho de ponto cruz?
Pois não! :)
Assim, para as mesas de cabeceira bordei em linho duas delicadas casinhas "Tralala", que alegraram e deram vida ao modesto, mas mesmo assim, trabalhoso conjunto.
Para estruturar os panos, colei guata termocolante ao tecido principal e forrei a parte de trás com pano-cru. Este foi uma novidade e uma agradável descoberta (apesar do trabalho que dá para ficar liso, principalmente depois de ser lavado), porque conferiu às peças um delicado acabamento.

Uns meses mais tarde, ou seja ontem, apareci na casa dela com os benditos panos. Que festa!

Segue-se o desfile, antes da entrega. :)

domingo, 3 de abril de 2016

Meias de março - balanço!

Para o desafio/concurso - meias de março - de que vos falei há uns posts atrás, tricotei nada mais, nada menos do que... seis pares! :)
Aprendi:
  • a "movimentar-me" no Ravelry, que aconselho vivamente para quem gosta muito das artes do tricô e do croché;
  • que há muitas formas de tricotar meias: fiquei curiosa com alguns calcanhares e mais ainda com o uso de agulhas circulares;
  • e verifiquei que já sou muito mais ágil/rápida a tricotar um par de meias!
Ganhei:
  • mais interesse pela descoberta de novos fios e de novas técnicas no tricô;
  • uma receita para fazer meias de forma diferente e, quem sabe, mais rápida, ainda; 
  • uma meada de fio para meias, pintada à mão;
  • o melhor de tudo: empatias que podem originar novas amizades! :):):)
E, com esta brincadeira, mais alguém recheou a sua gaveta das meias (e não, não fui eu)!